---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


POLÍCIA INVESTIGA CRIME DE SABOTAGEM CONTRA A VISAN

Publicado em 07/11/2018 às 10:45 - Atualizado em 07/11/2018 às 15:54

 A Polícia Civil está investigando um suposto crime de sabotagem no sistema de abastecimento de água em Videira. O crime teria sido cometido no sistema 1 de distribuição de água da Videira Saneamento - Visan, que compreende os bairros De Carli, Vila Verde, Alvorada, Centro, parte da Matriz, Sesi, Cibrazém, Jardim Canadá, Carboni, Carelli, Floresta, Panazzolo, Universitário, Santa Gema, Cidade Alta, Poente do Sol, Amarante, parte do Farroupilha Pedreirinha, Santa Lúcia e Água Verde.

 Esta região da cidade sofria com o desabastecimento desde o dia 29 de outubro, especialmente nas partes mais altas, e a Visan buscava identificar onde estava o vazamento que estava causando a baixa nos reservatórios. Na madrugada desta terça-feira (06), através do sistema de geofonamento, foi possível localizar o desvio nas proximidades da Coopervil, na subida que fica logo após a ponte.

 Para surpresa dos técnicos, o desvio se tratava de um registro de descarga que foi aberto há vários dias e que causava o lançamento de praticamente toda a água no Rio das Pedras, que passa naquela região. Este registro despressurizou o sistema, fazendo com que muitas residências ficassem sem água durante este período.

 O que a polícia busca agora é identificar o autor do fato. Isso porque, para abrir um registro como este, é preciso conhecer o sistema e ter uma ferramenta específica para este fim, sendo um procedimento de difícil execução por um leigo. As empresas próximas vão oferecer as imagens das câmeras de vigilância para auxiliar a polícia na investigação.

 Este não é o primeiro registro de sabotagem no sistema que a Visan registra. Desde o início de sua operação, se depara com problemas nas linhas de distribuição que ocasionam, por vezes, falta de água em diversos bairros. Todos os casos estão nas mãos das autoridades competentes para investigar e, posteriormente, punir os autores por estes crimes. Existe ainda a possibilidade de outros registros de descarga terem sido abertos pela cidade, dentre os centenas existentes no sistema de distribuição.

 De acordo com Sandro Caregnatto, diretor da Visan, o trabalho de identificação de possíveis vazamentos e de reparação de danos tem sido feito de maneira rápida e com várias frente de trabalho, mas muitos deles têm sido identificados como ações criminosas de pessoas que querem causar danos ao erário público e também às famílias videirenses. “A polícia está próxima de identificar quem são estas pessoas, que precisam ser punidas por seus atos criminosos e de má-fé contra a população”, finaliza ele.